Quilombo Cambury: foi Vitória mesmo! AGU trocou de novo a notícia. A liminar saiu!

MUlher e criança Quilombola UbatubaTania Pacheco – Combate Racismo Ambiental

Quem passou o dia [email protected], ontem, acompanhando mesmo que à distância o desespero da comunidade do Quilombo Cambury, desde sendo sendo intimidada a deixar suas casas e seu território, o final da tarde e início da noite foram simplesmente caóticos. Pouco antes das 18 horas, o saite da Advocacia Geral da União informava a concessão de liminar sustando a reintegração de posse. Atrasamos alguns minutos o Boletim da tarde, noticiamos e, acima de tudo, comemoramos.

Minutos depois, a antropóloga Rebeca Campos Ferreira ligava para a AGU, cobrando uma comunicação desse fato à comunidade e aos oficiais de justiça, que lá continuavam, e era informada de que a Assessoria de Comunicação havia cometido um equívoco, e a notícia não tinha fundamento.

A matéria estava clara demais, entretanto, e, de teimosa, decidi fotografar a página e postá-la na íntegra, mostrando a data, juntamente com a informação do desmentido. No título, um misto de angústia e de raiva: Vitória dos Quilombolas de Cambury? Se a AGU divulgou notícia errada, que agora trate de torná-la verdadeira! Garanta a permanência da comunidade!

Logo em seguida, Rebeca Campos Ferreira verificaria que a página da AGU já não continha mais a matéria sobre a liminar que teria sido concedida ao Quilombo Cambury. Mas a notícia estava publicada neste blog e nas redes sociais, e se espalhando rapidamente.

Esta manhã, entretanto, a alegria voltou. Primeiro, através de uma reportagem da Agência Brasil, publicada logo após as 22h de ontem e já postada aqui – Quilombo Cambury: pedido de suspensão da reintegração foi concedido sexta, 19, pelo Juiz federal Ricardo de Castro Nascimento. E agora, indo checar a página da Advocacia Geral, lá está de novo a matéria, igualzinha, como nas fotos que vão abaixo. Abrindo a matéria, prefiro colocar a foto linda (do Incra e também postada, em tamanho menor, na notícia da AGU) que usei ontem, para comemorar a vitória que depois seria negada. Mas que volta, felizmente, a se mostrar uma realidade!

Parabéns aos quilombolas (e caiçaras) do Cambury! E parabéns a [email protected] que acreditaram na democratização da Justiça e com [email protected] lutaram!

AGU 1AGU 2

Deixe um comentário

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.