Antonio Machado: Caminante, no hay camino. Se hace el caminho al andar…

Antonio Machado(1875- 1939) morreu na França, depois de uma dura travessia dos Pirineus fugindo da Espanha Republicana subjugada pelos generais golpistas, dos quais sobraria o ‘generalíssimo’ Franco. É de um poema seu uma frase que marcou toda a luta revolucionária desde então: “Caminhante, não há caminho. Fazemos o caminho ao andar”. A ele, cuja morte completou 75 anos ontem, nossa homenagem deste final de domingo, na voz de um cantor e compositor que transformou seu curto poema em outro, também musicado em sua homenagem: Joan Manuel Serrat.

Deixe um comentário

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.