Elza Soares faz homenagem a Chorão e protesto contra Marco Feliciano (agora completa)

Enviado por Vanessa Rodrigues para Combate Racismo Ambiental, e um discurso que é um digno fechamento a este dia de tantas indignidades neste País do qual gostaríamos [email protected] de nos orgulhar!

A carne mais barata do mercado é a carne negra, sim. Mas não só. A indígena é igualmente coisificada, reduzida a algo a ser explorado ou anulado, destruído, enterradoo. E viva a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara da qual o PT abriu mão! Viva esse Congresso entregue a ruralistas e fundamentalistas, mas que são “base de apoio” Apoio a quê? Repetindo Elza Soares, “Fora! Fora! Fora!”.

Ler Mais

Os crimes do Estado se repetem como farsa: artigo de Maria Rita Kehl sobre o trauma da ditadura

Por Maria Rita Kehl*

Que tudo “continue assim”, isto é a catástrofe.
Walter Benjamin

Hoje se comemora o Dia Internacional do Direito à Verdade. A data foi escolhida pela ONU em dezembro de 2010 para lembrar o assassinato do defensor de direitos humanos em El Salvador, monsenhor Oscar Romero, em 24 de março de 1980. A relação estabelecida pela resolução da ONU entre dignidade humana e direito à verdade fez com que a Comissão Nacional da Verdade (CNV) decidisse comemorá-la nas ruas de São Paulo e do Rio de Janeiro.

“A verdade liberta”, proclamou ao telefone meu amigo, o psicoterapeuta Nelson Motta Mello, ao saudar a formação da CNV, em maio de 2012. Poupo o leitor do debate sobre o estatuto ontológico da verdade, que nem Cristo (nem Lacan) respondeu a contento.

Se não nos é possível estabelecer com precisão o que é a verdade, não há dificuldade em entender os efeitos da sua falta –ou da sua interdição– tanto na vida psíquica quanto na dinâmica social. A psicanálise freudiana poderia ser entendida, “lato sensu”, como uma metapsicologia do direito à verdade psíquica. (mais…)

Ler Mais

MA – Juiz de Açailândia concede liminar para despejar Terreiro de Umbanda. Filhos e Filhas de Santo aguardam decisão de recurso

A história deste Território começa quando a cigana de origem egípcia Mãe de Santo Zazuléia vindo de Xambioá/TO constrói um Templo de Umbanda às margens da BR 010 (Belém-Brasília) no município de Açailândia/MA, neste Templo o Centro Espiritualista Filhos do Oriente Maior foi fundado em 24 de maio de 1996.

Os fiéis acreditam que o local foi escolhido pelo espírito de uma cigana já falecida de nome Zayda que incorporou na Mãe de Santo, o local escolhido não foi por acaso,este ponto guarda uma energia da ligação entre o norte e sul do país e representa as constantes viagens do povo cigano.

Em 1998 a Federação de Umbanda e Cultos Afro Brasileiros do Maranhão nomeia Mãe Zazuléia como Delegada do Povo de Umbanda da região de Açailândia o que faz com que este Território seja a referência central de mais de 40 Terreiros dos municípios do entorno (compreendendo mais 30 Terreiros em Açailândia; 07 em Bom Jesus das Selvas e 03 no Itinga filiados a esta Delegacia).

No calendário litúrgico da Umbanda no Maranhão o Tata Bita do Barão – Autoridade Eclesiástica Supremano Estado – comanda rituais duas vezes por ano no Terreiro dos Filhos do Oriente Maior em Açailândia-MA, são duas obrigações: a primeira em 24 de maio (dia de Santa Sara Khali – padroeira do povo cigano) e a segunda em 27 de setembro (dia de São Cosme e Damião). (mais…)

Ler Mais

SP – Alguma coisa de boa!!! Depois de bombas de gás e de efeito moral e balas de borracha, esta manhã, Justiça suspende reintegração de posse de terreno

Fernanda Cruz, Repórter da Agência Brasil

São Paulo – A reintegração de posse de um terreno onde vivem 750 famílias, no Jardim Iguatemi, zona leste da capital paulista, foi suspensa. Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de São Paulo, houve suspensão da liminar que determinava, em primeira instância, a reintegração de posse.

De acordo com o vice-presidente da Associação de Moradores, Luciano Santos, o prefeito Fernando Haddad disse que irá assinar decreto de interesse social do terreno de 132 mil metros quadrados, no qual estão construídas as casas.

No início da manhã, a Tropa de Choque havia iniciado a desocupação e chegou a entrar em confronto com os moradores, usando bombas de efeito moral, gás lacrimogênio e balas de borracha. Os moradores revidaram com pedras. (mais…)

Ler Mais

Grupo Costa Pinto tenta grilar terras desapropriadas para Reforma Agrária

O advogado Diogo Cabral, da Fetaema, vai denunciar o grupo Costa Pinto

A grilagem de terras no Maranhão tornou-se mais intensa, violenta, desafiadora e intensifica os conflitos agrários, com os avanços indiscriminados do agronegócio, com destaque para o etanol, o eucalipto e a soja. O município de Codó é hoje uma das maiores referências no Estado, levando-se em conta a utilização de práticas sujas de grileiros e políticos, intimidando a tudo e a todos. O nosso Estado ganhou notoriedade nacional com as denúncias feitas pela Comissão Pastoral da Terra, de que juízes concediam liminares para áreas em que não haviam conflitos e elas eram executadas em outras de interesse de grileiros, latifundiários e políticos.

O grupo Costa Pinto, instalado em Aldeias Altas, estaria tentando uma tática dessa ordem, apesar de não ter provas legais de propriedade e nem mesmo sabe identificar a localização correta da gleba de terras conhecida como Manguinhos, que na realidade é  parte integrante da fazenda Buriti Corrente, decretada de interesse social para fins de reforma agrária desde setembro de 2010, por ato do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva. O imóvel já foi avaliado, lançado os TDA’s e descentralizado recursos para pagamento das benfeitorias, e já ajuizada ação de desapropriação, aguardando a imissão para na posse da terra, diz o advogado Diogo Cabral, da Fetaema. (mais…)

Ler Mais

Deputada cobra a Dilma solução para quilombo Rio dos Macacos

Luís Augusto Gomes

Numa reafirmação de sua combatividade e independência, a deputada Luiza Maia (PT) cobrou ontem uma posição da presidente Dilma Rousseff em relação à localidade de Rio dos Macacos, área remanescente de quilombo ocupada há mais de 150 anos na vizinhança da Base Naval de Aratu, em Salvador.

Em meio a uma disputa judicial com Marinha do Brasil, que se diz proprietária do terreno, cerca de 60 famílias estão sendo submetidas todo tipo de pressão para deixar o local. “Não vivemos mais numa ditadura, e a presidente Dilma não pode se furtar de ver o que a Marinha está fazendo com aquela comunidade”, disse a deputada.

Reiterando, em discurso da tribuna, que a organização militar faz parte do governo, sendo, portanto, subordinada à presidente, Luiza afirmou que “não tem cabimento o que os moradores estejam sofrendo, agressões, violência, até a água tiram daquela comunidade pobre”.

Recentemente, a presidente esteve em Salvador para um período de descanso justamente na praia da Inema, que fica dentro da base naval. Os moradores fizeram um ato público, que nada adiantou, acusando a Marinha de ter bloqueado o acesso, com a colocação de um portão que faz a área “parecer uma senzala”, segundo um morador. (mais…)

Ler Mais

Ministro do STF suspende condenação de jornalista por dano moral. Mas não revela nome

Esta é uma decisão da maior importância, que espero seja aplicável a Lúcio Flávio Pinto, antes de mais nada, embora ele já tenha pago pelo menos parte da quantia “devida” ao perder o processo por chamar Cecílio Rego de Almeida de “maior grileiro” – do Brasil ou do Pará? Não me lembro e não deve fazer diferença. TP. 

O ministro Celso de Mello concedeu medida provisória para a suspensão da decisão que condenava um jornalista a pagar a quantia R$ 250 mil por dano moral devido a textos supostamente ofensivos em seu blog, informou o STF, na última segunda-feira (25/3).

Segundo o órgão, Mello destacou que o exercício da liberdade de imprensa “não é uma concessão das autoridades” e sim “um direito inalienável do povo”.
O jornalista, cujo nome não foi revelado pelo STF, era acusado por “divulgação de matéria jornalística com viés pejorativo, ofensivo à honra e à imagem da pessoa alvejada, independentemente de prova objetiva do abalo a sua honra e a sua reputação”. (mais…)

Ler Mais

Vergonha! “PSC mantém Feliciano à frente da Comissão de Direitos Humanos”

O vice-presidente do PSC, Everaldo Pereira afirmou há pouco que o partido mantém a indicação do deputado Pastor Marco Feliciano para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. A afirmação foi feita após a reunião de deputados do PSC com a executiva nacional do partido sobre a manutenção do parlamentar à frente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias.

“Nós do PSC entendemos que ele não é racista e nem homofóbico. Pode até ter havido declarações inconvenientes, mas o deputado Feliciano já se desculpou pelas afirmações e qualquer um pode deslizar nas palavras”, declarou Pereira.  (mais…)

Ler Mais