Acampamento em MT é alvo de despejo; dois vereadores foram detidos

Policiais da cavalaria e helicópteros estão no local e dois vereadores foram detidos em despejo de área do MST

Da Página do MST

Policiais Militares cumprem ao longo da manhã desta segunda-feira (31) liminar de reintegração de posse deferida ao proprietário da fazenda Nossa Senhora Aparecida, no município de Jaciara, ocupada pelo MST desde o dia 13 de julho. Dois vereadores do município de Jaciara que estavam no local foram detidos.

Policiais da cavalaria e helicópteros participam da ação. Cerca de 80 crianças e adolescentes estão no acampamento que foi batizado pelo MST como “Padre José Ten Cate”.

De acordo com lideranças do Movimento, uma proposta para deixar o local de forma pacífica estava sendo elaborada para ser entregue nesta terça-feira (1) ao governo do Estado, Incra e juíza Adriana Sant’ana, titular da Vara Agrária, que deferiu a Liminar de Desapropriação (ação de despejo) concedida na ação de reintegração de posse.

Por meio do advogado Vilson Nery, o MST recorreu sem obter êxito. Conforme uma das lideranças do MST, o governador Pedro Taques havia deixado claro que iria negociar com os assentados. “Inclusive ele colocou secretários para fazer essa interlocução. O próprio Suelme Fernandes, da pasta de Agricultura Familiar e Regulação Fundiária, havia nos falado isso. Não teve processo de negociação. O governador não cumpriu sua palavra”.

O MST disse ainda “não achar estranho esta desocupação sem negociação, pois o Grupo Amaggi e seus sócios estão entre os que mais financiaram a campanha do governador Pedro Taques e agora estão cobrando a fatura do governador. A Fazenda Nossa Senhora Aparecida é do Grupo Amaggi, apenas está sendo usado o nome de Wlademir Ival Lotto, que o secretário executivo da Amaggi”

O coronel Tadeu é quem está comandando a operação. Numa primeira conversa no acampamento, disse que a operação só pode ser cancelada se tiver autorização de Cuiabá. Na Capital, o chefe da Casa Militar, Coronel Siqueira Campos, não atende o telefone e na secretaria informaram que ele está viajando.

O MST falou com a secretária adjunta da Casa Civil, Ana Paula, que alegou não saber o que estava acontecendo e que iria verificar. Diante disso, o MST está solicitando uma reunião para hoje às 16h com o secretario Suelme, a Juiza, o Prefeito de Jaciara e representantes dos vereadores para negociarem a saída pacificamente das mais de 800 famílias que estão no acampamento.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.