Pastores pedem ao MP retirada de escultura de Iemanjá do Rio São Francisco

Um grupo de pastores de Petrolina (PE) decidiu acionar o Ministério Público para que seja retirada uma escultura de Iemanjá, instalada nas águas do Rio São Francisco. O vereador Zenildo do Alto do Cocar (PSB) chegou a apontar a estatua como “culpada” pela falta de chuvas na região.

O representante do grupo, pastor José Kenaidy, diz que o leito do rio pertence a União e que o Estado é laico, por isso, nenhuma escultura de cunho religioso deveria ser colocada nas águas do rio. O pastor diz que não se trata de uma briga religiosa, mas sim de defesa aos direitos civis e à preservação do Velho Chico.

Os pastores também querem a retirada da escultura do Nego D’água, com a mesma justificativa. “Estamos entrando com uma ação no MP para retirar a Iemanjá e o Nego d´água. Queremos deixar claro que não é uma questão de religião, é uma questão de de legalidade e direitos civis. O ambiente público é para todos. O artigo 20 da constituição diz que o rio é um bem da União, e como bem da União isso é inadmissível”, explicou o líder religioso.

Comments (2)

  1. Deve ser respeitados as leis ecológicas, pois isso é uma afronta ao rio, não acho bonito fazer coisas de cunho religiosas pago por todos, inclusive cristãos evangélicos e outros que não são para beneficiar uma parcela de pessoas que seguem uma religião, então os maçons podem criar sua imagem lá e os cofre públicos pagarem com os impostos, talvez o dinheiro deveria ir para uma escola, merenda e saúde. os rios e as ilhas pertencem a marinha, deveria perguntar para marinha se ela deu licença para fazer está obra lá, se é uma obra artística deveria ir ao museu. ao estar no lugar certo., se os maçons fizerem imagens lá vão colocar a IMAGEM DO BAPHOMED lá também??????ou pirâmide no rio.depende do prefeito e sua religião?????????que ganhar a eleição, -quem pagou??????????

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.