Seminário 50 anos de REDUC: ganhos, perdas e danos

Em setembro de 1961, a Refinaria  Duque de Caxias (REDUC) deu início às suas operações. Passados 50 anos, o presente seminário objetiva discutir os impactos ambientais, sociais e econômicos da instalação dessa refinaria e do complexo petroquímico que se desenvolveu ao seu redor.

Para alguns, ela é vista como  fonte de riqueza econômica  e progresso, representada nos  impostos pagos pela refinaria e na geração de postos de trabalho.

Para outros, contudo, representa fonte de poluição, de condições de vida insalubres, resultado de riscos e danos cotidianos tais como riscos de vazamentos de óleo/gases, lançamento de efluentes industriais nos rios, mar  e  solos,  transporte de cargas perigosas, armazenamento de combustíveis e outros derivados do petróleo,  emissões  gasosas, explosões, incêndios (como  o  de 1972), entre outros, que se somam aos sofrimentos decorrentes de se residir em habitações precárias, em locais com riscos de enchentes, falta de equipamentos públicos de saúde,  abastecimento regular de água  tratada e  de  outras ações  de saneamento e dificuldade de inserção em postos de trabalho na Refinaria e outras empresas do Pólo Petroquímico (quando conseguem, em  geral  são  em  funções  que exigem menor qualificação e maior exposição a riscos).

Esta situação, que pode ser entendida como de injustiça ambiental, tem origem em processos complexos de produção de desigualdades, envolvendo relações entre trabalhadores,  empresas,  sociedade  e  governos,  que serão discutidas ao  longo  do seminário.

A partir desse debate, espera-se contribuir para processos  decisórios  mais participativos,  que  envolvam  o  controle social das atividades industriais e a promoção de justiça ambiental.

Programação:

As inscrições podem ser feitas por centrodereferencia.historia@gmail.com, secretaria@sindipetrocaxias.org.br ou pelo telefone 2653-7681. Acesse aqui a Ficha de inscrição.

Enviada por Alexandre Anderson.

Deixe um comentário

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.