Filme “Elas Falam” apresenta a experiência de professoras negras

O documentário traz à tona a corporalidade das professoras, ou seja, a forma de pensar, de agir e dá voz às suas memórias

EBC

O filme-documentário “Elas Falam” mostra a experiência de professoras negras do Distrito Federal e traz à tona a identidade, a forma de pensar, de agir e dá voz à memória delas.

Entrevista pelo Revista Brasília desta quarta-feira (2), produtora do filme e diretora de Ações Afirmativas e Assuntos Intersetoriais da Secretaria Adjunta de Políticas para Mulheres, Renata Parreira, diz que o filme conta várias histórias reais de professoras renomadas e reconhecidas pela sua trajetória na educação e com trabalhos intensos pela implementação do ensino da história da cultura africana e afro-brasileira nas escolas.

Segundo Renata Parreira, as narrativas são fundamentais, porque forjaram enquanto identidade negra mas vêm reconstruindo e resignificando essa identidade, mas sobretudo inspirando novas professoras. Tem também o aspecto fundamental dos valores civilizatórios africanos, que é questão da ancestralidade, porque os passos da negritude vieram de longe, completa a produtora.

De acordo com a professora, o tecido social do Brasil foi constituído na ação do colonialismo e do racismo e esse é o legado que se tem: o colonialismo e o racismo muito fortes. Embora este problema já venha sendo tratado nas escolas, ainda há muito o que avançar, afirma.

O filme “Elas Falam” será lançado nesta quarta-feira (2), às 19h, no miniauditório do Museu da República.

Clique AQUI para ouvir

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.