“Para ler e refletir: sobre o ato de hoje na Avenida Cupecê*, São Paulo”

Periferia luta

Amigos da Cidade Ademar, é muito importante este momento em que estamos vivendo de o povo encher as ruas. A insatisfação é geral e o que não nos falta é motivos para ir a luta. Temos esse direito de ir para rua, mas temos que ir com responsabilidade, muito cientes sobre o que estamos lutando e principalmente saber exatamente de que lado estamos.

Nós, da periferia, somos o POVO e o POVO UNIDO é MUITO FORTE. Por isso precisamos tomar o cuidado de não dar força para o que sempre nos oprimiu, nos violentou e nos matam, diariamente.

O povo foi para as ruas, mas também foram as elites do Brasil, e entre elas, existem pessoas que preferiam que nós não existíssemos, pelo menos não como pessoas que tem noção de que estão sendo exploradas, e que muitos dos seus direitos garantidos pela constituição, como transporte, moradia, saúde pública, educação não estão sendo garantidos pelo estado.

O que a TV está mostrando é que todos estão lutando pela Nação, contra a corrupção, contra o vandalismo, pela não violência, nos atos pacíficos todos estão contentes cantando o hino nacional, que as cores da bandeira verde amarela são mais importantes que as cores das bandeiras que representam luta, ideologias e partidos políticos.

Essa nação, que aparece a cada segundo milhares de vezes, seja na TV, seja nas nossas linha do tempo das redes sociais nestes últimos dias, reproduzida pelas cores verde e amarelo, seguidas por orgulho de ser brasileiro, vendendo essa ideia de nacionalismo, é a mesma que permite e comanda a polícia que mata o nosso POVO nas periferias, que privilegia os ricos o tempo todo, fazendo com que eles fiquem mais ricos, e fode a gente, nos negando educação pública de qualidade, trancafiando os nossos jovens em presídios, defendendo inclusive a diminuição da maioridade penal; essa nação é a mesma que permite as desapropriações de terra, o massacre dos nossos índios, que nos coloca contra nós mesmos o tempo todo e mais uma lista enorme de crimes contra o ser humano. Quem é pobre, preto e periférico sabe do que estou falando. Isso é motivo de orgulho? Não!

Precisamos entender que do lado do povo, atitudes como as que vimos hoje na manifestação da Av. Paulista, de violência contra as “pessoas” dos partidos da esquerda, dos movimentos sociais, com suas bandeiras, É REPRESSÃO e não podemos, como POVO reprimidos durante a vida inteira pela polícia, pelo governo, pela elite, embarcar nessa ideia de desrespeito, nesta ideia fascista.

Essa mesma atitude, espalhada para multidões que se manifestavam nos anos 60, contribuiu para que um grande crime contra os brasileiros fosse executado. A ditadura militar. Acabando com qualquer rastro de manifestações populares por justiça e igualdade nos direitos, liberdade. Usando violência, autoritarismo, tortura. Por isso nunca quiseram que entendêssemos o que aconteceu no período em que os militares tomaram conta do Brasil.

Queremos paz sim, desde que ela venha junto com a justiça e a liberdade, se não ela é falsa e não serve para nós, o POVO, morador de periferia, que nunca pode dormir tranquilo.

Não queremos violência, portanto, não podemos reproduzir a violência.

Precisamos nos unir para o que nos aflige, no dia a dia, na labuta diária. Eles NÃO vão fazer isso por nós!

Nós [email protected], [email protected], Indígenas, Mulheres e Homens do Povo, GLBTs, Norte-Nordestinos, Centro-Sul-Sudestinos, Movimentos Populares, Perifé[email protected], Artistas Populares, a Esquerda é O POVO UNIDO!

Sem dar as nossas forças para quem não nos representa de verdade!

Vamos nos organizar, nos informar, nos unir para que venham dias melhores!

*A Cupecê é uma avenida que liga os acessos da Marginal Pinheiros com o Abc e Rodovia dos Imigrantes e, em seu trajeto, passa por bairros bastante carente. Informação fornecida por Sérgio Deatchuck. Notícia compartilhada por Janete Melo.

Comments (10)

  1. Breno,
    sei que é hoje. Tentarei saber e postar o horário, pois não estava sendo divulgado. Se conseguir, mandarei para o teu e-mail.
    Tania.

  2. Bom dia meus caros,
    Por gentileza, gostaria de saber se haverá manifestação na aven. cupecê hoje, e se tiver qual o horário? SOu totalmente a favor deste movimento, e gostaria de participar, pois somente juntos conseguiremos ter forças suficientes para lutar pelo o que é nosso.

    Obrigado

Deixe um comentário

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.