To Há – Curso sobre cantos e cultura indígena, 24/11, em São Paulo

O encontro da cultura dos povos indígenas brasileiros pelo caminho da informação, novos paradigmas, vivências musicais através do canto e de escutas comentadas

Começa no dia 24/11/12, das 9h30 às 12h30, o curso sobre cantos e cultura indígena – To Há -, no Espaço BibliASPA, em SP.

Devido a seu habitat original e sua tradição, a cultura e a música indígena são a representação de energias sutis que apresentam os aspectos da relação dos índios com o planeta e suas ligações com o mundo imaterial. É uma cultura que contém estruturas originais sem interferência de escolas ou modismos. Sua música é muito pura, orgânica, mágica e, na maioria das vezes, ligada ao movimento. Para se aproximar desta cultura, é necessário buscar parâmetros novos para a sua transmissão num ambiente urbano.

Programa – Conteúdo

Por meio de uma abordagem informativa, serão transmitidos dados desenhando um novo paradigma de se ver a cultura indígena e que também darão o cenário de onde essa música habita. Também haverá uma abordagem prática através de cantos e danças em que essas informações serão internalizadas de uma maneira orgânica.

– Informações: sociedade, cultura, economia, histórias, cosmogonias, língua, geografia, demografia e situação atual do índio no Brasil.

– Vídeos sobre as etnias: Mehinaku, Caiapó, Xavante, Katukina,

– Relatos de viagem e realização dos projetos Mehinaku e Caiapó.

– Escutas comentadas dos mais variados povos num apanhado geral da música indígena.brasileira

– Vivência com cantos e danças indígenas, dos povos Mehinaku, Xavante, Pankararu, Caiapó, Guarani, Carajá e outros.

Objetivos

A oficina tem como meta acessar o arquétipo indígena brasileiro com o conceito da civilização imaterial e suas representações num processo progressivo e orgânico através do áudio-visual, palestras, cantos, danças e reflexões sobre nossa relação com essa cultura no mundo contemporâneo.

Ministrante:

Wilson Sá Brito –Formado na etnomusicologia na École Pratique des Hautes Etudes na Universite de la Sorbonne e na Université de Vincennes, Paris. Estudos de Violão, Bandolim, Técnica Vocal, Contraponto, Arranjo, Dança e Teatro. Exerceu diversas atividades artísticas realizando temporadas na Europa, África, Chile, Caribe, Canadá e EUA.

No Brasil realizou a pesquisa e direção musical do CD duplo e a trilha sonora do vídeo do projeto Mehinaku, uma Mensagem da Amazônia no Parque Nacional do Xingu com participação dos músicos Nana Vasconcelos, Badi Assad e Simone Soul. Realizou o mesmo trabalho no projeto com a etnia Caiapó, com a participação de Gilberto Gil, Egberto Gismonti, Airto Moreira, Marku Ribas, reconhecido com o prêmio Tim de música em 2005.

Atualmente conduz oficinas de canto e de música indígena assim como dirige corais em diversas instituições tais como: Unibanco, Petrobrás, Cabesp, Sesc, CDHU, Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, Universidade Livre do Meio Ambiente, Universidade Anhembi Morumbi entre outras.

SERVIÇO

Quando:

– Novembro – dia 24 – das 9h30 às 12h30

– Dezembro – dias 01, 08, 15 – das 9h30 às 12h30

Local: Espaço BibliASPA – Rua Baronesa de Itu, 639 – Santa Cecília – SP

Investimento: R$ 150,00 (parcela única)

30 vagas

Informações: marianilda.rodrigues@gmail.com

Tel.: (11) 98562 9923 c/ Maria Nilda

Público: heterogêneo, contempla multiplicadores, jornalistas, ambientalistas, músicos, artistas, professores e pessoas interessadas em cultura indígena

Realização/Coordenação: Maria Nilda R Santos

Apoio: BibliASPA – Biblioteca e Centro de Pesquisa America da Sul –Países Árabes

Enviada por Maria Nilda.

Deixe um comentário

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.