“Linha do Tempo: O Movimento Negro e a resistência popular em busca da cidadania”

Tania Pacheco – Combate ao Racismo Ambiental

Numa atitude que merece elogios, a Escola Nacional de Formação do PT está socializando para toda a sociedade um instrumento que elaborou, em conjunto com a Secretaria Nacional de Combate ao Racismo do partido, para uso inicial num seminário interno: a Linha do Tempo O Movimento Negro e a resistência popular em busca da cidadania (para acessar basta clicar no nome). Trata-se de uma ferramenta metodológica que “busca recuperar e apresentar, em ordem cronológica, acontecimentos relacionados com a história do movimento negro no Brasil”, atualizada até a primeira parte de 2012.

O material é extremamente rico, possibilitando diversas formas de pesquisa e apresentando os dados complementados por fotos, vídeos, leis, artigos, acesso a saites de entidades e até mesmo textos mais densos, todos acessíveis diretamente, através de links. E, como pretende manter-se em construção contínua (atualmente tem 211 “páginas”), a Linha do Tempo está aberta a sugestões, complementações e inserção de novos dados ou materiais. Essas colaborações devem ser enviadas, inclusive via gravações ou vídeos, para combateaoracismo@enfpt.org.br. Segundo a informação enviada, depois de analisadas e selecionadas por uma curadoria específica, elas serão disponibilizadas com o devido crédito, dependendo do tipo de material em questão.

Faço, aliás, uma primeira sugestão: seria muito importante se a Linha do Tempo dispusesse de alguma forma  de pesquisa que permitisse verificarmos, rapidamente, se determinado fato ou evento está lá registrado, sem termos de que percorrê-la por inteiro ou saber exatamente o ano no que ele aconteceu, para facilitar um pouco a pesquisa. Escrevo isso também porque confesso que fiquei curiosa para saber se ela seria imparcial e objetiva quanto ao registro de lutas e dissidências, por exemplo. A partir das poucas experiências que fiz, assim parece. E, se de fato for o caso, o respeito à honestidade histórica faz com que seus/suas criador@s mereçam ainda mais elogios.  O que me conduz a uma sugestão final: onde estão os nomes das pessoas que a criaram e que, com certeza, merecem o devido crédito por isso?

No vídeo abaixo, há instruções precisas sobre como utilizar a Linha do Tempo. Pela nossa experiência, entretanto, achamos mais fácil dar primeiro uma olhada no material para, em seguida, aprender como usá-lo da melhor forma. Mas é claro que isto é apenas uma sugestão…

Deixe um comentário

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.