Documentário usa imagens gravadas pelo celular de cortadores de cana

Leonardo Sakamoto

Em outubro de 2011, cerca de 400 trabalhadores interromperam, por seis dias, o corte da cana na usina Bela Vista, interior do Estado de São Paulo. O protesto ocorreu em virtude das condições a que estavam submetidos. Os sindicalistas e os procuradores do trabalho foram convocados para intermediar as demandas dos trabalhadores. Irredutíveis, queriam ser demitidos. Em uma conjuntura em que se luta pelo emprego, esses trabalhadores reivindicavam a interrupção do contrato de trabalho.

Essa (apenas aparente) contradição é tratada pelo documentário “Conflito”, dirigido por Beto Novaes e lançado recentemente, que utiliza imagens gravadas pelos celulares dos próprios trabalhadores, além do material captado por sua equipe.

Novaes, que é professor do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, possui em seu currículo filmes como “Quadra Fechada” e “Migrantes”, que revelam a dura realidade daqueles que tornam possível o “milagre” brasileiro do etanol, vendido como um combustível “limpo”, mas que segue registrando casos de superexploração de trabalhadores ou de trabalho análogo ao de escravo. Segue o documentário na íntegra.

http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2012/07/08/documentario-usa-imagens-gravadas-pelo-celular-de-cortadores-de-cana/#comentarios

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.