virginia fontes

2015, o ano que não terminou: uma conversa com Virgínia Fontes

“Quem imaginou que chegar ao capitalismo e chegar à democracia seria garantia de uma vida sossegada: bem-vindo ao mundo real! O mundo real no capitalismo é isso, tensão o tempo todo, crise o tempo todo – isso quando não tem guerra…”

Por Rejane Carolina Hoeveler, em Blog Junho

No último dia 29 de dezembro de 2015, entrevistamos a professora e pesquisadora Virgínia Fontes em sua casa, no Rio de Janeiro. Ela falou sobre o balanço de 2015 e as perspectivas para as lutas sociais em 2016, entre outros temas. Confira a entrevista na íntegra. (mais…)

Ler Mais

chico buarque estudar

Dezoito artistas da MPB gravam música de apoio aos estudantes de São Paulo

Chico Buarque, Dado Villa-Lobos e Zélia Duncan, entre outros, gravaram “O Trono do Estudar”, de Dani Black, em homenagem à luta dos secundaristas contra o fechamento de escolas

Na Rede Brasil Atual

São Paulo – De autoria do compositor Dani Black, a música O Trono do Estudar ganhou visibilidade a partir das manifestações de estudantes contra a “reorganização” proposta pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), em São Paulo, que pretendia fechar ao menos 94 escolas da rede pública. Recentemente, Chico Buarque, Dado Villa-Lobos, Paulo Miklos e mais 15 nomes da MPB entraram em estúdio para gravar uma versão da canção. (mais…)

Ler Mais

garrastazu

UFRJ revoga título de Doutor Honoris Causa concedido ao general Médici

O Conselho Universitário (Consuni) da UFRJ decidiu por unanimidade e aclamação revogar o título de Doutor Honoris Causa concedido, em 1972, ao general Emílio Garrastazu Médici, Presidente da República durante o Regime Militar. A votação ocorreu na tarde desta quinta-feira, 10 de dezembro, em sessão ordinária.

A anulação do título configura “reparação moral aos estudantes e professores da UFRJ torturados, mortos e desaparecidos e como resgate da dignidade acadêmica do Conselho Universitário”, afirma o relatório da Comissão da Memória e Verdade (CMV) da UFRJ, responsável pela proposta de revogação. (mais…)

Ler Mais

banner homenagem

II Homenagem Maria do Espírito Santo Silva – Pela Valorização das Defensoras de Direitos Humanos

por Justiça Global

A Justiça Global tem a honra de convidar para a cerimônia da II Homenagem Maria do Espírito Santo Silva – Pela Valorização das Defensoras de Direitos Humanos, a ser realizada no próximo dia 9 de dezembro, às 18h30, no Varal Bistrô, Rua Benjamin Constant, 48, Glória, Rio de Janeiro.

Em seus 16 anos de atuação no campo dos direitos humanos, a Justiça Global tem atuado na proteção e visibilização de lutas de defensoras e defensores de direitos humanos. Nessa trajetória identificamos o número expressivo de defensoras em situação de vulnerabilidade e sob ataque. Identificamos também que as ameaças e ataques que atingem as mulheres têm componentes específicos muitos deles relacionados a ataque moral, violência sexual, deslegitimação de seu papel político, inferiorização e desigualdade em relação ao gênero masculino e ao não reconhecimento de direitos, como os sexuais e reprodutivos, identidade de gênero e orientação sexual. Nesse sentido, é importante fazer um recorte de gênero, que fortaleça a luta e o destaque de nossas defensoras, bem como a adoção de medidas protetivas que incorporem essa perspectiva. (mais…)

Ler Mais

Estudantes protestam em São Paulo na última sexta-feira. / MIGUEL SCHINCARIOL (AFP)

É política sim, Geraldo, por Eliane Brum

Enquanto o Brasil vive o rebaixamento do exercício político, os estudantes paulistas mostraram que é possível estar com o outro no espaço público

No El País Brasil

O Brasil no final de 2015: a bacia do Rio Doce foi destruída, e a lama avança sobre o oceano; o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), um homem investigado por crimes de lavagem de dinheiro e corrupção, que escondeu contas na Suíça, dá início ao processo que pode resultar no impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), depois de constatar que deputados petistas votariam contra ele no Conselho de Ética, numa ação que pode cassar seu mandato; a Polícia Militar do Rio de Janeiro dispara 111 tiros e fuzila cinco jovens negros porque passeavam de carro à noite; as brasileiras não podem engravidar porque há um surto de microcefalia causado por vírus transmitido pelo Aedes aegypti e aquelas que estão grávidas foram condenadas a viver em pânico diante do zumbido de um mosquito; o governador de São Paulo,Geraldo Alckmin (PSDB), autoriza a PM a jogar bombas de gás e a bater em estudantes de escolas públicas. (mais…)

Ler Mais

estudante pm sp

Ocupações nas escolas: Quando o povo é cão de guarda da opressão, por Leonardo Sakamoto

No Blog do Sakamoto

Deve ser um tanto quanto desesperador para alguém que acredita no discurso que é só obedecer às regras e às autoridades para a vida dar certo ver a insatisfação e a mobilização obterem resultados. Afinal de contas, essa pessoa fez sempre tudo o que lhe mandaram fazer: não reclamar, não atrapalhar, não questionar leis, regras e tradições, não sair da linha. E a vida não melhorou, pelo contrário.

Daí aparece uma molecada maluca que resolve dizer “não” para o que foi decidido em nome deles – fechamento de escolas e realocação forçada de alunos – e ocupam unidades de ensino e fecham vias públicas até o governo estadual resolver voltar atrás. Chantagem da grossa, dizem uns. Democracia, retruca a História. (mais…)

Ler Mais

Alunos da Escola Estadual Fernão Dias Paes, ocupada em protesto contra a reorganização escolar, bloqueiam a Avenida Brigadeiro Faria Lima, na Zona Sul de São Paulo (SP), na manhã desta segunda-feira (30). Cerca de 70 alunos participam do ato.  Renato S. Cerqueira/Futura Press

Após protestos, reorganização é adiada em SP e será rediscutida “escola por escola”, diz governador

Camila Maciel – Repórter da Agência Brasileira

A reorganização escolar proposta pelo governo de São Paulo, que seria implantada em 2016 e levaria ao fechamento de 93 escolas, foi suspensa para que seja aberto diálogo com a comunidade escolar no próximo ano. O anúncio foi feito hoje (4) pelo governador Geraldo Alckmin. “Nossa decisão é adiar a reorganização e rediscuti-la escola por escola, com a comunidade, com os estudantes e, em especial, com os pais dos alunos”, disse em entrevista coletiva. Os estudantes permanecem estudando nas escolas onde estão matriculados. (mais…)

Ler Mais

felipe sotto

‘A melhor forma de combater o preconceito é se fazer presente’

Informe ENSP

“Nós, indígenas, chegamos à universidade com inúmeras pretensões, mas, ao ingressarmos, deparamo-nos com as expectativas da academia. Outra questão, que vai muito além do acesso, consiste na permanência (na academia) e construção de um diálogo eficaz com o indígena universitário”. Na visão do cientista social e indígena da etnia Tuxá, Felipe Sotto Maior, a temática da educação superior para os índios é pautada por esses dois eixos. O palestrante, presente no último (25/11) dia do Seminário Internacional Direito e Saúde, do Dihs/ENSP, participou da mesa que abordou a educação superior como novo espaço de luta da população indígena. (mais…)

Ler Mais

Foto de Marcello Casal Jr /Agência Brasil

Às ancestrais: Quinhentos anos em um dia, por Nilma Bentes

Havia ameaça, mas não choveu.
O que era um tantinho de mulher negra virou um tantão e comoveu.
Lembrava um rio onde flutuavam milhares de flores coloridas.
As dezenas de faixas traziam mensagens; traduziam anseios de vidas doloridas.
As falas emocionadas alternavam com as melodias cheias de ginga e exalavam alegria.
Nem os fascista pró-ditadura empanaram ou reduziram nossa energia.
No todo, um Estado um tanto indiferente, embora um governo reticente. (mais…)

Ler Mais