Homem caminha sobre restos de galhos e árvores no Rio Doce, no município de Rio Doce, quatro dias após o rompimento de duas barragens em Minas Gerais - Daniel Marenco / Agência O Globo / 9-11-2015

Laudo aponta que Rio Doce estará sujeito a danos ‘imprevisíveis’ ao longo dos anos

Abastecimento de 12 cidades vai depender de novos mananciais, diz documento da ANA

Por Vinicius Sassine, em O Globo

BRASÍLIA — As águas do Rio Doce, depois do maior desastre ambiental da História do país, estarão sujeitas a novos picos de turbidez (água turva), quedas de oxigênio, aumentos na concentração de metais e prejuízos para os dependentes da bacia por períodos “indeterminados e imprevisíveis”. Por essa razão, o abastecimento de água em 12 cidades de Minas Gerais e Espírito Santo que precisam do rio dependerá de “novos mananciais, implantação de poços profundos e sistemas de adução”. Essas 12 cidades concentram mais de 550 mil moradores. (mais…)

Ler Mais

Fotografia: Marcello Casal Jr.

Sobradinho de volta ao Sertão: Reservatório chega ao mais baixo nível em quase 40 anos

O São Francisco, lá pra cima da Bahia
Diz que dia menos dia vai subir bem devagar
E passo a passo vai cumprindo a profecia
Do beato que dizia que o sertão ia alagar

(Trecho da música Sobradinho, de Sá e Guarabyra)

Por Edwirges Nogueira, enviada especial da Agência Brasil

Casa Nova e Remanso, Bahia – Sob a luz forte do sol quente do semiárido, Sobradinho, o maior reservatório construído ao longo do Rio São Francisco, exibe toda a sua grandiosidade. De um lado da parede da barragem, o Velho Chico com suas curvas naturais. Do outro, a água retida pela obra do homem se espalha para além do que a vista pode alcançar. (mais…)

Ler Mais

06/11 - Carros e destroços de casas são vistos em meio a lama após o rompimento de uma barragem de rejeitos da mineradora Samarco no Distrito de Bento Rodrigues, no interior de Minas Gerais (Foto: Felipe Dana/AP)

El Perú debe extraer lecciones del peor desastre ambiental minero en Brasil

Servindi, 28 de diciembre, 2015

El especialista en temas ambientales Marc Dourojeanni advierte que el Perú debe extraer lecciones del peor desastre ambiental brasileño. Los futuros gobernantes “deben asumir seriamente el tema de las implicancias económicas y socioambientales de la minería, tanto de la formal como de la informal o ilegal” precisó.

Dourojeanni afirma que la gran minería en el Perú continúa construyendo diques para sus relaves y, probablemente, continúa aplicando el mismo criterio economicista que usó la empresa Samarco que provocó el desastre en Minas Gerais, Brasil. (mais…)

Ler Mais

Vista do leito assoreado do Rio Doce a partir de barco encalhado: remoção da lama é uma das exigências de processo na Justiça Federal. Foto: Beto Novaes /EM/D.A Press

Samarco (Vale/BHP) terá que pagar R$ 2 bilhões como indenização

Mineradora é notificada de decisão em ação movida pela União e estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Remuneração a sócios da empresa fica suspensa

Por Paulo Henrique Lobato, no Estado de Minas

A Samarco informou ter sido notificada pela 12ª Vara da Justiça Federal para depositar R$ 2 bilhões, em contas judiciais, como parte de ação civil pública ajuizada pela Advocacia-Geral da União (AGU), em parceria com os estados de Minas Gerais e Espírito Santo. A mineradora, porém, não adiantou se vai recorrer no processo, movido em razão dos danos causados pelo estouro da Barragem do Fundão, em Mariana, na tarde de 5 de novembro, no maior desastre socioambiental do Brasil. (mais…)

Ler Mais

Foto: Marco Aurélio Martins /Folhapress

Sobradinho chega perto do volume morto e pode voltar a ser sertão

Por Dimmi Amora, na Folha de São Paulo/Jornal da Mídia

Quase 40 anos depois de Sá & Guarabyra cantarem na música ”Sobradinho” que ”o sertão vai virar mar”, o sertão está voltando a ser sertão. O lago baiano criado pela represa que inspirou a música está praticamente no volume morto, com cerca de 2% de seu volume útil, nos menores níveis de sua história. É o que mostra neste sábado (26) reportagem do jornal Folha de São Paulo.

Muitas das cidades cantadas na música que foram alagadas com a formação do lago – que é o maior das hidrelétricas do país (o triplo do tamanho da capital paulista) – estão com ruínas visíveis. (mais…)

Ler Mais

barragem cachorro

MG – Barragem que se rompeu não voltará a funcionar, diz presidente da Samarco (Vale/BHP)

Por Estêvão Bertoni e Marcelo Leite, enviados especiais, na Folha/UOL

Mesmo que a mineradora Samarco volte a operar em Mariana nos próximos anos, a barragem que ruiu em 5 de novembro, deixando ao menos 17 mortos, não deverá ser reerguida. “Não é a nossa intenção voltar a construir naquele local, até por tudo o que esse acidente representou e representa para a empresa”, afirma Ricardo Vescovi, 45, diretor presidente da Samarco.

Em entrevista concedida na quarta-feira (23), na sede da mineradora em Belo Horizonte, onde também fica a Vale (coacionista da empresa ao lado da anglo-australiana BHP Billiton), Vescovi deixou em aberto questões sobre os problemas na estrutura que ruiu e as falhas no plano de emergência. (mais…)

Ler Mais

Foto Xingu Vivo

Antônia Melo: ‘Belo Monte é muito criminoso, chocante e indignante’

Por Gabriel Brito e Paulo Silva Júnior, no Correio da Cidadania

A usina de Belo Monte, ainda em processo de construção, já gerou enormes impactos em Altamira e certamente é um dos grandes símbolos do desenvolvimentismo lulista, que agora agoniza pelos quatro costados. No entanto, seu rastro de destruição e atropelos deixará marcas eternas na pele dos afetados, que desde os anos 80 resistem ao megaprojeto hidrelétrico. Antônia Melo, militante de longa data contra Belo Monte, acabou de perder sua casa para a truculência do “Consórcio Construtor Lava Jato” e concedeu uma entrevista carregada de emoção ao Correio da Cidadania. (mais…)

Ler Mais

Rio Doce: prossegue ACP na 3ª Vara Cível de Vitória sem União e Estado. População demonstra completa insatisfação

Objetivo da ação é proteger unidades de conservação da foz do Rio Doce

MPF ES

Apesar dos impactos causados na foz do Rio Doce e no litoral Norte do Espírito Santo em decorrência do rompimento da barragem da Mineradora Samarco S/A, na cidade de Mariana (MG), o Estado do Espírito Santo e o Iema, além da União, do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), manifestaram desinteresse em integrar a ação civil pública ambiental em curso na 3ª Vara Cível de Vitória. (mais…)

Ler Mais

Em Paris para receber o Prêmio Equador, da ONU, as lideranças munduruku participam de evento que reuniu outras lideranças ambientais importantes do Brasil e do mundo. Foto: Fábio Nascimento /Greenpeace

A política Munduruku

(mais…)

Ler Mais

barragens decisao samarco vale bhp

Justiça Federal determina bloqueio de bens da Vale e BHP Billiton

Ação afirma que Samarco não tem patrimônio suficiente para multas. Magistrado tomou medidas para garantir recuperação de danos.

Por Bruno Dalvi, da TV Gazeta/G1

O juiz federal Marcelo Aguiar Machado, da 12ª Vara Federal de 1º grau em Minas Gerais, determinou a indisponibilidade de bens da Vale e da anglo-australiana BHP Billiton, donas daSamarco. A decisão, assinada na noite desta sexta-feira (18), atende a grande parte dos pedidos de uma Ação Civil Pública impetrada pela União e pelos governos do Espírito Santo e Minas Gerais contra a Mineradora Samarco e suas controladoras. (mais…)

Ler Mais