Indígenas mostram os artesanatos que fazem para vender. Foto: Claudia Weinman e Paulo Fortes (PJMP\PJR-SC)

Indígenas foram ‘convidados’ a se retirar do centro de São Miguel do Oeste

Nota: em consequência desta matéria, Claudia Weinman está sendo ameaçada. Denúncia do Portal Desacato pode ser lida no final. Nossa solidariedade a ela. (TP)

Por Claudia Weinman, para Desacato.info.

A cena remete a um conflito histórico sem fim. Barracos de lona foram erguidos em um terreno retirado do centro da cidade de São Miguel do Oeste, no interior do estado de Santa Catarina. Indígenas Kaingang, de Tenente Portela (RS), foram ‘convidados’ a se retirar do espaço da rodoviária onde todos os anos, nesta época, costumavam comercializar seus artesanatos, o trabalho que lhes garante um pouco de dinheiro para circular por outras regiões e comprar alguns agrados para suas crianças.

O motivo, segundo a indígena Juliana Cristão, 23 anos, é de que o dono da rodoviária não estava satisfeito com a presença das ‘gentes’ por ali. “A gente sempre vinha aqui só que eles não falavam nada, e agora falaram que a gente não podia ficar lá. O dono daquele terreno não queria que a gente ficasse lá”, disse ela. (mais…)

Ler Mais

ricardo lewandowski

Decisão do STF sobre impeachment não gera dúvidas, diz Lewandowski a Cunha em reunião aberta

Presidente do STF fez a afirmação a Eduardo Cunha em audiência aberta. Magistrado disse que não poderia esclarecer questões de maneira ‘informal’.

Por Nathalia Passarinho e Mariana Oliveira, do G1 Brasília

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, disse nesta quarta-feira (23) ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em audiência aberta, que, na opinião dele, a decisão da Corte que definiu o rito do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff não deixa “margem” para dúvidas. (mais…)

Ler Mais

Trabalhadora produz peças para a Guararapes, do grupo Riachuelo, em oficina terceirizada no interior do Rio Grande do Norte. Foto: Lilo Clareto

Hering e Riachuelo terceirizam parte da produção para oficinas do sertão

Marcas da moda levam parte da sua produção para região castigada pela seca, onde há funcionários que recebem abaixo do salário mínimo e trabalham longas jornadas

Por André Campos, de Seridó, Rio Grande do Norte, na Repórter Brasil

Desde 2013, a região do Seridó, no semiárido do Rio Grande do Norte, vive umboom de pequenas oficinas de costura terceirizadas – as chamadas “facções”. Elas produzem peças antes costuradas por mão de obra contratada diretamente pela Guararapes Confecções, do grupo Riachuelo. A Hering é outra grande marca presente na região. Há cerca de dez anos, em menor escala, a companhia já havia iniciado a terceirização da costura para o Seridó.

Com a chegada em massa das oficinas, surgiram também episódios de graves violações trabalhistas como jornadas excessivas, trabalho sem carteira assinada e pagamentos abaixo do salário mínimo. Problemas sérios quando se considera o tamanho das marcas que são responsáveis pela produção. Mas que podem parecer pequenos aos olhos da população local, que luta contra a pobreza e a seca. (mais…)

Ler Mais

maconha

No Rio de Janeiro, juiz absolve homem que mantinha plantação de maconha em casa

No Justificando

O juiz da 43ª Vara Criminal do Rio de Janeiro e colunista do Justificando, Rubens Casara, absolveu um homem acusado pelo Ministério Público de tráfico de drogas por manter 19 pés crescidos e 45 mudas de Cannabis Sativa em seu apartamento.  O acusado foi preso em flagrante no último dia 15 pela polícia.

Segundo Casara, não há qualquer elemento sério encontrado na casa do réu que evidencia que a droga era destinado ao comércio ilícito. “O depoimento de Francisco, porteiro do prédio em que a droga foi encontrada, é importante: não só pelo que relatou como também pela ausência de menção à presença de potenciais compradores no apartamento de Rafael”, afirmou.  (mais…)

Ler Mais

Foto Xingu Vivo

Antônia Melo: ‘Belo Monte é muito criminoso, chocante e indignante’

Por Gabriel Brito e Paulo Silva Júnior, no Correio da Cidadania

A usina de Belo Monte, ainda em processo de construção, já gerou enormes impactos em Altamira e certamente é um dos grandes símbolos do desenvolvimentismo lulista, que agora agoniza pelos quatro costados. No entanto, seu rastro de destruição e atropelos deixará marcas eternas na pele dos afetados, que desde os anos 80 resistem ao megaprojeto hidrelétrico. Antônia Melo, militante de longa data contra Belo Monte, acabou de perder sua casa para a truculência do “Consórcio Construtor Lava Jato” e concedeu uma entrevista carregada de emoção ao Correio da Cidadania. (mais…)

Ler Mais

A Terras de Quilombo reúne 22 comunidades do Rio Grande do Sul. Foto: MDA

Cooperativa no RS reúne 22 comunidades quilombolas: a Terras de Quilombo

Objetivo da iniciativa é ampliar acesso de produtores rurais do Rio Grande do Sul a novos mercados consumidores

Portal Brasil

Vinte e duas comunidades quilombolas de quatro municípios do Rio Grande do Sul reuniram-se de maneira formal em uma cooperativa estadual, a chamada Terras de Quilombo. A iniciativa tem por objetivo ampliar o acesso dos produtores de alimentos a novos mercados consumidores. A sede da cooperativa está situada em Morro Redondo, a 296 km de Porto Alegre. (mais…)

Ler Mais

Foto: Mário Vilela/Funai

Mais de 12 mil famílias indígenas de 40 etnias receberão fomento e assistência técnica para atividades produtivas em 2016

Por Ana Heloísa d’Arcanchy, CGETNO-FUNAI

A prestação de assistência técnica e o fomento à produção agrícola de 12.525 famílias indígenas estão garantidos em 2016 a partir das Chamadas Públicas de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) realizadas no âmbito do Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais do Plano Brasil sem Miséria.

Os editais foram lançados entre 2014 e 2015 nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, a partir de uma parceria entre a Funai, o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). (mais…)

Ler Mais

Roupas no varal. Bento Rodrigues. Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo

Natal na lama, por Antonio Claret Fernandes

Em Combate Racismo Ambiental

Vi Jesus agoniado na Bento em destruição, em meio à criançada no caminhão apressado, subindo o morro correndo com a idosa nas costas, presente em cada vítima no meio do lamaçal, gritando por socorro.

Vi Jesus indignado quando a imprensa vem primeiro, e passa o tempo inteiro dando ibope na TV, e desce gritando empurrado pela onda, e leva pancada sem saber quem nem porquê, e vai desacordado pro leito do hospital, e passa muito mal com a morte da companheira, e chora a Pessoa que se foi e o Corpo que não vem, e sofre demais o desdém do Capital, e faz as contas de quantos foram mortos, e escreve com seu sangue na porta do coração: ‘é muito mais!’. (mais…)

Ler Mais