indios quilombolas oriximina

Índios e quilombolas de Oriximiná (PA) debatem com governo proteção de territórios

Evento será nesta quarta-feira, em Santarém

MPF/PA*

Nesta quarta-feira, 9 de dezembro, cerca de 80 lideranças indígenas e quilombolas estarão na vila de Alter do Chão, em Santarém, oeste do Pará, para debater com representantes do governo federal e do governo do Estado a conclusão dos processos de regularização de suas terras, bem como medidas para proteger seus territórios frente à expansão da mineração de bauxita e a retomada dos estudos para construção de hidrelétricas no rio Trombetas.

A Roda de Diálogo que será promovida pela Comissão Pró-Índio de São Paulo (CPI-SP) e o Iepé-Instituto de Pesquisas e Formação Indígena é mais uma atividade da aliança indígena-quilombola de Oriximiná, que desde 2012 articula os povos indígenas e quilombolas da região. (mais…)

Ler Mais

banner homenagem

II Homenagem Maria do Espírito Santo Silva – Pela Valorização das Defensoras de Direitos Humanos

por Justiça Global

A Justiça Global tem a honra de convidar para a cerimônia da II Homenagem Maria do Espírito Santo Silva – Pela Valorização das Defensoras de Direitos Humanos, a ser realizada no próximo dia 9 de dezembro, às 18h30, no Varal Bistrô, Rua Benjamin Constant, 48, Glória, Rio de Janeiro.

Em seus 16 anos de atuação no campo dos direitos humanos, a Justiça Global tem atuado na proteção e visibilização de lutas de defensoras e defensores de direitos humanos. Nessa trajetória identificamos o número expressivo de defensoras em situação de vulnerabilidade e sob ataque. Identificamos também que as ameaças e ataques que atingem as mulheres têm componentes específicos muitos deles relacionados a ataque moral, violência sexual, deslegitimação de seu papel político, inferiorização e desigualdade em relação ao gênero masculino e ao não reconhecimento de direitos, como os sexuais e reprodutivos, identidade de gênero e orientação sexual. Nesse sentido, é importante fazer um recorte de gênero, que fortaleça a luta e o destaque de nossas defensoras, bem como a adoção de medidas protetivas que incorporem essa perspectiva. (mais…)

Ler Mais

Créditos da foto: EBC

Mineração: o banqueiro predador e o sonho dos assentados

Empresa do grupo de Daniel Dantas ameaça um assentamento de despejo para explorar jazidas de minerais que deixam um rastro de destruição ambiental.

Najar Tubino, Carta Maior

Cáceres (MT) – O assentamento Roseli Nunes está localizado a 90 km da cidade, no município de Mirassol d’oeste (MT), onde 331 famílias, em torno de 1.500 pessoas e uma escola estadual com 400 alunos movimentam a vida de uma antiga fazenda, cujo proprietário – um coronel aposentado, da família Prata – ameaçava os sem-terra de morte. O sonho da terra foi uma luta durante oito longos anos. O assentamento completa 13 anos de existência oficial em 2015, conta com a Associação de Produtores Agroecológicos (ARPA), produz mais de 200 toneladas de hortaliças, distribuídos em escolas, creches e asilos de vários municípios da região. (mais…)

Ler Mais

Fred Loureiro/Secom ES

ONU pede acesso urgente a água segura em áreas atingidas por lama da Samarco

Maiana Diniz – Repórter da Agência Brasil

O relator especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para o Direito Humano à Água Segura e ao Saneamento Básico, Léo Heller, disse que o governo brasileiro tem obrigação, de acordo com a Lei Internacional dos Direitos Humanos, de intervir a favor da população afetada pelo rompimento da barragem de rejeitos no município de Mariana, em Minas Gerais. (mais…)

Ler Mais

boitata1

Boitatá: Política também é coisa de criança

Como parte das comemorações dos 20 anos, a Boitempo anuncia o Boitatá, um selo infantil que não subestima a inteligência de seus pequenos leitores e procura promover o aprendizado, o questionamento e a construção do senso de justiça através de livros instigantes e envolventes. O novo selo tem início com a Coleção Livros para o Amanhã, lançada originalmente em 1977 pela extinta editora catalã La Gaya Ciencia (de Barcelona), que logo após a queda de Franco, e cheia de esperança para a nova geração, contratou uma equipe multidisciplinar de educadores para escrever em conjunto quatro livros. (mais…)

Ler Mais

Atila Roque, diretor executivo da Anistia Internacional Brasil, e ativistas em frente ao Palácio da Guanabara para entrega da petição que pede, dentre outras recomendações, o fim dos autos de resistência | ©Lucas Jatobá

Hoje, a voz de mais de 61.000 pessoas foi ouvida no Palácio Guanabara, Rio de Janeiro

Anistia Internacional

Hoje (08/12) ativistas e integrantes da equipe da Anistia Internacional Brasil protocolaram na sede do governo do Rio de Janeiro, a entrega de 61 mil assinaturas endereçadas ao governador Luiz Fernando Pezão pedindo o fim das execuções praticadas pela polícia e a investigação dos homicídios decorrentes de intervenção policial no Estado. Apesar de ter solicitado a audiência no início de novembro, a organização não foi recebida pelo governador. (mais…)

Ler Mais

Foto: Criança de colo com marca de bala de borracha em ataque paramilitar realizado por fazendeiros e pistoleiros no final de agosto em Ñanderú Marangatú, que culminou com a morte de Semião Vilhalva Guarani-Kaiowá (Marcos Ermínio)

Fazendeira que incitou e liderou ataque contra Ñanderú Marangatú depõe nesta terça, 08, na CPI do Cimi

Cimi

No último dia 29 de agosto, Roseli Silva encerrou de forma abrupta uma reunião entre fazendeiros e parlamentares ruralistas. Era uma manhã de sábado no município de Antônio João (MS). Dias antes, o povo Guarani e Kaiowá havia retomado áreas tradicionais no interior da Terra Indígena Ñanderú Marangatú, homologada em 2005. A fazendeira, presidente do Sindicato Rural de Antônio João, afirmou que sairia do encontro para reaver o que era dela, uma fazenda de criação de gado ocupada pelos indígenas. Roseli, porém, não foi sozinha: por ela já esperava um bando empoleirado em cerca de 100 camionetes. (mais…)

Ler Mais

Foto: Agência Brasil

Caro Temer, todas as cartas de amor são ridículas. Mas nós também somos, por Leonardo Sakamoto

No Blog do Sakamoto

A primeira carta de amor que escrevi foi ridícula. Não o ridículo vindo da autocrítica, essa megera que nos assola, prima-irmã da culpa cristã. Muito menos o ridículo inerente a todas as cartas de amor, mote que virou até comercial de lingerie fazendo com que o cadáver de Álvaro de Campos (a.k.a Fernando Pessoa) desse cambalhotas em sua cova.

O ridículo foi que, quando eu era um pequeno ser, não tive a coragem de entregar uma cartinha para a menina bonita que não dava bola pra mim. Daí, ao tentar coloca-la sorrateiramente em sua mochila, logo depois do recreio, fui flagrado por uma amiga da menina bonita que correu para ela e disse algo do tipo: “Olha, o Leo tá abrindo sua mochila!”. Até explicar que o focinho de porco não era uma tomada, o estrago já havia sido feito, com aquela sala de fedelhos transformada em um pandemônio. (mais…)

Ler Mais

Contrato de envio de rejeitos da Vale à barragem tem 26 anos

Leonardo Augusto, do Estadão

O contrato enviado pela Vale ao Ministério Público Federal (MPF) para tentar comprovar o acordo para envio de rejeitos de minério de ferro da empresa à Barragem de Fundão, da Samarco, foi assinado por outra mineradora – e 19 anos antes de a represa ter licenciamento para funcionar.

A informação é do chefe da força-tarefa do MPF que investiga as causas de rompimento das barragens da Samarco em Mariana, procurador José Adércio Leite Sampaio. Hoje, a Vale e a anglo-australiana BHP Billiton controlam a Samarco. (mais…)

Ler Mais

eduardo cunha

Cunha pede ao STF troca do relator no Conselho de Ética

Pedido do presidente da Câmara está com o ministro Luís Roberto Barroso. Em parecer, relator se posicionou pelo seguimento do processo de Cunha.

Por Mariana Oliveira, da TV Globo, em Brasília, no G1

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), entrou com mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo concessão de liminar para troca de relator no processo contra ele no Conselho de Ética. O relator, deputado Fausto Pinato (PRB-SP), já se posicionou no relatório favoravelmente ao prosseguimento do processo de Cunha. (mais…)

Ler Mais